A saúde da mulher tem pressa e dia marcado para a luta: 28 de maio, Dia Internacional de Luta Pela Saúde da Mulher tudo para chamar a atenção e conscientizar a sociedade sobre os diversos problemas de saúde e distúrbios comuns na vida das mulheres.
.
Câncer de mama, endometriose, infecção urinária, câncer no colo do útero, fibromialgia, depressão e obesidade estão entre as principais doenças que afetam o sexo feminino.
.
Muitas vezes, em função de jornada dupla de trabalho e atenção centrada na saúde da família, mulheres negligenciam a própria saúde, deixando de lado, por exemplo, exames periódicos preventivos.
.
Atenta a este cenário, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) estimula as operadoras, através de incentivos regulatórios, a desenvolverem Programas de Promoção de Saúde e Prevenção de Doenças (Promoprev) específicos para a mulher.
.
Entre os temas dos programas, destacam-se: alimentação saudável, atenção ao pré-natal, parto e puerpério, câncer de colo de útero, câncer de mama, climatério, incentivo ao parto normal, planejamento familiar, sobrepeso e obesidade, consumo de álcool, distúrbio hormonal, Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), osteopenia e osteoporose, tabagismo, violência contra a mulher, sexualidade e depressão pós-parto.
.
Evidências demonstram que os sistemas de saúde que estruturam seus modelos com base no cuidado coordenado em saúde e na atenção primária têm melhores resultados, com menor custo e melhorias na saúde da população.